Notícia
- Tamanho da Letra+
 . Imprimir Notícia
Geral  - 20/3/2017 15:49:38
Prefeitura analisa casos com contraindicação à vacina após primeira morte com suspeita de febre amarela no Município
A Secretaria vai rever todos os casos de pessoas que não podem ser vacinadas para tentar imunizar 100% da população

A Secretaria Municipal de Saúde registrou o primeiro caso de morte por suspeita de febre amarela, ocorrido nesse fim de semana. A vítima tinha contraindicações à vacina e foi orientado a usar repelentes. A Secretaria vai rever todos os casos de pessoas que não podem ser vacinadas para tentar imunizar 100% da população. Os moradores estão sendo convocados a procurar suas unidades de saúde.

O homem que morreu com suspeita da doença tinha 68 anos e morava na comunidade de Vargem Grande. Ele não foi vacinado por alegar problemas crônicos, situação em que a imunização não pode ser feita. É importante lembrar que os casos de pessoas que não podem ser vacinadas são determinados pelo Ministério da Saúde e o Município é obrigado a seguir essa determinação.

O caso foi o primeiro em mais de dois meses de mobilização contra a doença em Venda Nova. Atualmente, 92% da população vendanovense já está imunizada. Amostras já foram enviadas para análise e o resultado confirmando ou afastando a hipótese de febre amarela deve ser divulgado em até 30 dias.

O foco, agora, segundo o secretário Municipal de Saúde, Tadeu Sossai, é analisar os casos com contraindicação para verificar se é possível vacinar. “Reforçamos à comunidade que tome a vacina quem ainda não tomou. Quem julga não poder receber a imunização, deve procurar sua unidade de saúde, onda há um médico habilitado para liberar ou não a aplicação da dose”, explica Sossai.

Doença não chegou à área urbana

Todos os casos da doença registrados, tanto em macacos como este suspeito em um ser humano, são referentes à febre amarela silvestre. A doença não chegou ao centro urbano do município e a Secretaria trabalha para evitar que isso aconteça. Uma das medidas de prevenção é o carro fumacê, que já dispersa inseticida para combater vários tipos de mosquitos, dentre eles o Aedes Aegypti, transmissor da febre amarela na área urbana.

Confira a nota da Secretaria Municipal de Saúde:

<b>Título:</b>



Veja Mais
Nenhum Comentário
Escreva um comentário...
comentarios Escreva seu comentário...
Nome 
Email 
Cidade, Estado, País 
Seu Comentario