Notícia
Geral - 13/3/2017 17:34:26

Novos agentes ambientais de saúde já estão trabalhando

Os classificados já estão em campo trabalhando para combater doenças que poderiam colocar em risco a saúde da comunidade vendanovense

A equipe de agentes ambientais de saúde de Venda Nova do Imigrante acaba de ganhar reforço. Os classificados no Processo Seletivo 001/2017, da Secretaria Municipal de Saúde, já estão em campo trabalhando para combater doenças que podem colocar em risco a saúde da comunidade vendanovense. O número de convocados foi maior que a expectativa inicial.

Aedes Aegypti é transmissor de várias doenças - Reprodução/Flickr
<b>Título:</b>Aedes Aegypti é transmissor de várias doenças - Reprodução/Flickr

A contratação de novos agentes tem objetivo de atender a exigências do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, que exigem seis ciclos (visitas aos locais de risco) por ano. Com o pessoal que a Secretaria Municipal de Saúde possuía para o trabalho, só era possível realizar quatro ciclos. Agora, será possível cumprir a demanda por completo, dando mais segurança à população.

Os seis novos profissionais vão se somar aos outros quatro que já são contratados pelo Município. Eles vão fazer o controle de todas as endemias que podem atingir a população, como dengue, esquistossomose, malária e doença de chagas, dentre outras. A febre amarela, transmitida nas áreas urbanas pelo Aedes aegypti, também é alvo do controle dos agentes, que têm o objetivo de fazer trabalho preventivo.

Prevenir, neste caso, significa também evitar a contaminação de mais pessoas. “A maior importância do trabalho dos agentes são a prevenção e o controle, evitando que a doença se espalhe ainda mais. Quando detectamos dengue, eles vão à casa do paciente e fazem o bloqueio se descobrirem que ele foi picado no município, por exemplo. Eles quebram o ciclo da doença”, explica Camila Mauro Zandonadi, Coordenadora de Vigilância em Saúde.

Seleção foi rápida e convocou mais que o esperado inicialmente

A seleção que levou à contratação dos novos agentes foi rápida e superou a expectativa de convocações. O edital, lançado em 02 de fevereiro, previa duas vagas imediatas e formação de cadastro de reserva. Desde a publicação, os candidatos já passaram por curso de qualificação e pouco mais de um mês depois de lançado o edital de abertura, os classificados já podem trabalhar.

É importante lembrar que o processo seletivo tem validade de 24 meses, que pode ser prorrogada uma vez por igual período e foi o meio utilizado para contratação porque, uma vez que o programa de controle de endemias é federal, pode sofrer alterações a qualquer tempo ou mesmo ser extinto. Por isso, não é possível a inclusão do cargo de Agente Ambiental de Saúde em concurso público (que seleciona para cargos efetivos).

Nenhum comentário
Escreva um comentário...